Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MARÉ ALTA

porque a liberdade está a passar por aqui

HTML tutorial

Salário Mínimo Nacional, Portugal e Espanha

 

 

O salário mínimo nacional(SMN) irá ser de 580 euros em 2018.

Este valor é curioso por um lado porque peca por defeito, um Governo de esquerda apoiado por partidos ainda mais à esquerda, ou melhor, igualmente de esquerda, mas com outras ideologias, deveria ser francamente mais ambicioso.

Claro que por comparação com Pedro Passos Coelho, passámos 4 anos sem sair dos 485 euros de SMN e foi preciso chegar a ano de eleições para dar ali uma subidinha de 20 euros, isto depois de defenderem que o SMN deveria poder descer se fosse preciso.

Depois disso, já em modo “geringonça, subiu 25 euros em 2016, 27 euros em 2017 e agora, abranda novamente e sobe apenas 23 euros, talvez para em ano eleitoral anunciar a conta redonda de 600 euros, essa fortuna.

 

Se PCP e BE não ficaram contentes com uma subida tão modesta, os empresários, pelo menos aqueles que se fazem representar por associações, nomeadamente a CCP, ao contrario de outros anos, não se opuseram à subida, queriam antes fazer uma troca de favores. Dão com uma mão para tirarem com outra. Isto, porque as empresas não abdicam de modo algum das suas margens de lucro que convergem para o bolso dos acionistas.

Desta feita, Vieira da Silva, esteve à altura e rejeitou esse tipo de negociatas e deixou para outra altura o dialogo sobre o Fundo de Compensação.

 

Vamos a factos: é certo que acabámos de sair de uma crise e apesar do BBB da Fitch, não respiramos saúde. Muito se fala de convergência, mas a convergência é apenas para zé povinho ler.

Em Portugal teremos um aumento de 4,1% que equivale aos tais 23 euros mensais.

Em Espanha o aumento será de 4% com base em 707 euros atuais, passado para os 735 euros em 2018.

 Mas se por cá o objetivo são os 600 euros em 2019, em Espanha o objetivo é chegar aos 850 euros mensais em 2020. Ai sim, há um esforço de convergência com o pelotão da frente da União Europeia.

Tão perto e tão longe…

 

 

Valores do SMN da União Europeia em 2016:

 

Luxemburgo: €1 648

Irlanda: €1 325

Holanda: €1 318

Bélgica: €1 313

França: €1 257

Alemanha: €1 234

Reino Unido: €1 151

Eslovénia: €678

Espanha: €655

Malta: €624

Grécia: €586

Portugal: €530

Polónia: €357

Croácia: €355

Estónia: €369

Eslováquia: €347

Lituânia: €326

Letónia: €317

República Checa: €313

Hungria: €300

Roménia: €237

Bulgária: €183

 

É certo que este país está manietado por um poder superior ao do Governo e que qualquer Governo que os tente vergar, acaba vergado. A vida de António Costa e da restante “geringonça” não será fácil a partir do momento em que a economia global deixar de se apresentar favorável. Mas enquanto os ventos nos são favoráveis, que se aproveite para dar um impulso forte ao país, que do ponto de vista económico que do ponto de vista social.

 

Aproveito para recordar a petição, ali em cima, para o Retribuição Horária Mínima Garantida (RHMG) de 8 euros para trabalhadores independentes.