Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MARÉ ALTA

porque a liberdade está a passar por aqui

Resistir a Trump é Vogue!

Vogue.jpg

 

 2017 Apresenta-se tenebroso. Bad. Com um bad hombre a liderar os Estados Unidos da América, com a Europa perto do pesadelo da eleição de uma “caneta” francesa, a resistência é vital para a democracia. E nestes tempos curiosos várias formas de resistência, mais ou menos discretas, têm surgido e surpreendido. Desde programas de culinária que têm muita comida mas que apresentam uma abordagem política, onde Anthony Bourdain é o nome maior, até à insuspeita e considerada leve e fútil industria da moda, a resistência às medidas e à visão política de um senhor cor-de-laranja é clara, constante e notória. Tom Ford, Marc Jacobs e Sophie Theallet  são estilistas que se recusaram e recusam  a vestir a primeira dama. Gigi Hadid, a top-model sensação, participa com a irmã em marchas anti ban. As Kardashians (sim, as próprias!) escrevem comentários de repúdio às medidas anti emigração do governo dos EUA. Mas ninguém bate a revista Vogue com os melhores artigos anti Trump, com factos claros e bem escritos, que superam o Guardian e a CNN, não apenas pela qualidade da escrita mas porque conseguem chegar discretamente e eficazmente a diferentes públicos. No meio de muitos artigos sobre roupa, sapatos e cabelos ( bons , huge, the best, artigos de moda já agora), passando por celebridades e dietas, os artigos políticos da Vogue denunciam a hipocrisia do Trump ao acusar Hillary durante a campanha de coisas que como Presidente já fez (e são apenas 10 dias de mandato) http://www.vogue.com/article/donald-trump-hillary-clinton-five-attacks, dão destaque à resistência feminina na vanguarda anti Trumpista  http://www.vogue.com/article/sally-yates-women-against-immigration-ban ou espelham a perigosidade dos alternative facts e as invenções de assustadora Conway http://www.vogue.com/article/bowling-green-massacre-twitter-reacts Tudo isto bem embrulhado em cores e cortes de cabelos, vestidos, sapatos, e resistência activa bem- escrita e com factos contra o Presidente dos EUA. Quem disse que a política não está na moda? It’s Vogue!

 

3 comentários

Comentar post