Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MARÉ ALTA

porque a liberdade está a passar por aqui

HTML tutorial

Os Rolhas da Estrada

image.jpg

imagem do jn.pt - Adelino Meireles / Global Imagens

 

 

Bom, Manuel Delgado demite-se, Paula Brito e Costa demite-se deixando a parada do herdeiro muito mais pequena, o ex-tesoureiro enviou denuncias para meio mundo, há uma quantidade insana de gente rarissimamente ligados à instituição, as denuncias desapareceram, mas aparentemente, e como é tradicional, ninguém sabe de nada. Sobre este tema, era só isto.

 

Agarro-me hoje a esta folha de papel, não para divagar sobre um tema atual, mas para purgar a minha frustração diária.

Comecei por pensar este tema generalizando os portugueses, mas antes de aqui chegar, esmiuçando a coisa, estaria a ser injusto.

Refiro-me aos rolhas do transito. Rolha é a palavra que se adequa a esta malta.

Todos os dias, atravesso a estrada mais movimentada do país, o Itinerário Complementar 19, vulgo IC-19. Todos os dias me confronto com uma horda de gente que atinge o clímax quando consegue circular na faixa do meio. Há gentinha que assim que se mete na faixa de aceleração, aponta diretamente para a faixa central, haja ou não transito na faixa da direita.

Depois por ali seguem tranquilamente, mesmo que sigam mais lentamente que a faixa à sua direita. Nas horas com mais transito, fazem rolha.

A somar a esta horda, temos a malta que normalmente segue na faixa da esquerda, mas que quando precisa falar ao telemóvel, muda-se para o centro, seguindo no mesmo formato de rolha.

Não, não são velhinhos, não são mulheres ou rapaziada nova acabada de tirar a carta. São rolhas transversais na sociedade onde idade ou preço da viatura não servem como forma de identificar esta malta.

 

Esta gente também não tem horário. A meio da noite ou madrugada, sem qualquer outra viatura na estrada, lá seguem eles ao centro a ultrapassar viaturas imaginárias.

Vou à direita, passo por eles, mantendo-me na minha faixa, mas por norma nem isso serve para que percebam que estão no sitio errado e lá seguem na faixa dos rolhas.

 

Pior que os rolhas, só os rolhas-mór como um que conheço. Na autoestrada segue à esquerda a 120 km/h e diz que se está na velocidade máxima legal, nem ele tem de se desviar, nem ninguém tem o direito de o ultrapassar.

 

Desculpem lá, mas levar com estes rolhas sem civismo todos os dias, tira uma pessoa do sério.