Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MARÉ ALTA

porque a liberdade está a passar por aqui

Foi dia de milagres

milagres.jpg

 

 

Ateu me confesso, mas hoje foi dia de milagres.

O Papa Francisco veio a Portugal. Como ateu pouco me diz, como líder de uma nação sem fronteiras, reconheço que tem trazido um ar novo, fresco e jovem aos crentes. Quando tantos países começam a regredir nas mentalidades e avanços civilizacionais, no local que quase nunca avança, encontramos um líder que não cheira a bafio – apesar de agrilhoado ao lastro de seculos de conservadorismo – e empurra o Vaticano para mais perto da modernidade. Bem-haja aos que ajudam a avançar, bem-haja ao Papa Francisco por isso.

 

O dia avanço em passo acelerado e pela hora do jantar, para quem conseguiu jantar, mais um milagre.

O milagre deu-se noutra Catedral, onde a fé é outra. O Benfica, o meu Benfica, o Benfica de todos nós, em 113 anos de gloriosa história, nunca conseguiu conquistar quatro campeonatos consecutivos. Hoje somos TETRACAMPEÕES! Sem deixar recados para parte incerta, deixo o agradecimento a todos os que nos proporcionaram esta alegria, aos presentes e aos que militam agora de outras cores. Sim, agradeço também a Jorge Jesus que também ele participou neste nosso tetra. Agradecimento especial ao LFV. Podem falar nas orelhas, nos pneus ou no que entenderem, a verdade é que de 1994 até que chegou, o Benfica não ganhava nem à carica. Milagre!

Calma, ainda restava ao dia algumas horas, horas suficientes para mais um milagre.

O ultimo milagre aconteceu em Kiev pela voz de Salvador Sobral.

Devo dizer que não sou fã de Salvador Sobral nem da irmã e que esta musica pouco ou nada me diz. O Festival da canção ainda me diz menos. Direi que não me diz nada desde 1992 quando pela primeira vez na vida tive a oportunidade de mudar de canal.

Ainda assim, pessoas nasceram e morreram a ver este tal festival sem nunca terem vesti Portugal sequer perto de ganhar.

Desta vez Portugal ganhou de tal modo que ainda sobravam votos para meia vitória do ano que vem.

E podia só ser um sujeito meio desajeitado e a cantar qual corcunda de Notre Damme cheio de espasmos.

Mas não era só isso.

Quando a oportunidade lhe surgiu, levou a causa dos refugiados à Europa.

Quando ganhou e lhe pediram a declaração de vitória, deixou o recado quem venceu foi a musica que não é daquela de juntar água e já está.

Quando foi cantar, chamou pela irmã e pelo meio foi deixando agradecimentos.

Em suma fico mais impressionado com a pessoa sobre a qual foram dizendo tudo desde que ia morrer até que era toxicodependente, do que com a musica em si.

Essa, impressionou a todos os que lhe deram a vitória e ainda bem.

Ao fim de 52 anos a tentar, deu-se o milagre e ganhamos a contenda!

Eu sei que não abordo hoje, de modo critico, nenhuma questão social, de justiça ou politica.  

A verdade é que a malta do F de Fátima ficou contente, boa parte da malta do F de Futebol ficou contente, e ainda que não tenha sido Fado para completar os três F’s, foi Festival da canção e assim como assim, é musica na mesma.

 

Claro que há malta que não gosta de nada e vai dizer que isto é obra dos "Salazarentos" para controlar o povo.

 

Hoje foi dia de milagres para todos os gostos, o país está contente.