Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MARÉ ALTA

porque a liberdade está a passar por aqui

A minha relação com a economia

Pouco ou nada sei de ecónomia mas sei, tenho a certeza, que o capitalismo nunca foi, nem nunca será justo.

Passo a explicar...se for capaz.

Comecemos pelo principio. Comecemos pela escola, pela forma de como é dada a conhecer e, de como ai é interpretada a realidade.Aqui um texto ainda tem o mesmo significado para todos os leitores. Necessitamos construir a contra-escola, onde um mesmo texto possa ser lido em diferentes perspetivas. Este aprisionamento que nos tem constituido, limita-nos.

O que importa não é tanto o que se escreve e/ou diz, mas o significado que dai se pode retirar.

Muito se tem falado e escrito sobre o ordenado do presidente da CGD. Não me choca que ele ganhe muito, o que me irrata é que nós ganhamos pouco.Precisamos que o acontecimento aconteça para acontecer algo de diferente.Construindo-se o pensamento na própria diferença, a minha opinião está sempre mais dependente do que acontece, do que do meu pensamento. Chego mesmo a pensar que: ou os outros ou a verdade.

Através desta afetação aos outros sou influenciada a construir e a solidificar a minha ideologia. Estou na política para aprender, aprender a pensar de modo criativo.

Voltando à caixa GGD, não importa o que se diz mas o que nos dizem. Este relacionamento só nos enriquece, torna-se mais inteligivel.

Ter opiniões sobre as opinões já existentes, não nos leva a lado nenhum.Temos de saber sair de nós para podermos entender estas realidades e criarmos solidez nas opiniões. Construir a diferença no isolamento é inviável, necessitamos do confronto para crescer.É através das experiências outras, no seio das instituições, que nos articulamos, que nos tornamos criadores. Por vezes estas disssintonias tornam-nos estranhos, estes breviários tornan-se construtos dos nossos ideais.

Tudo nos aparece explicado através do tempo.Está no tempo, ou fora dele, a justificação para muitas decisões. Mas o tempo está sempre à nossa espera, só precisamos de o moldar a nosso favor.

Como acabam de perceber sei muito pouco de ecónomia, mas sei que o pensamento reflexivo, pode e deve ser, a essência do debate libertário.