Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MARÉ ALTA

porque a liberdade está a passar por aqui

Maria de Belém foi ao fundo!

 

Vamos imaginar que a candidatura à Presidência da República é um naufrágio e cada um dos dez candidatos conseguiu sobreviver em condições diferentes. O objectivo é sobreviver até 24 de Janeiro e viverá o primeiro a chegar a terra-firme.
Marcelo Rebelo de Sousa já sabia que iria naufragar e levou 15 anos a preparar o incidente. Tem um pequeno barco equipado com tudo e tirando o abalroamento no encontro com Sampaio da Nóvoa, tem sido um ameno passeio.
Sampaio da Nóvoa por seu turno fez-se ao mar apenas com uma bóia mas com arte e engenho tem construído uma jangada sólida com o que vai apanhando do mar. Conseguiu fazer uma vela e tem uns remos construídos de umas tábuas que por ali flutuavam.
Edgar Silva e Marisa Matias partiram em pequenos botes previamente guarnecidos pelos seus partidos mas não têm saído do mesmo sítio. A maioria dos restantes fizeram-se à água em bóias e com melhores ou piores argumentos, com melhores ou piores intenções, a verdade é que continuam a boiar precisamente no mesmo sítio onde iniciaram a viagem e não se vislumbra que isso se altere.
Deixei Maria de Belém para o fim de propósito. Ela, ao contrário da maioria não caiu. Foi atirada para a água por uma franja decadente do seu partido. Na falta de melhor, julgou ser a opção natural dos seus camaradas de partido, mesmo aqueles que internamente não estariam do seu lado. O lado decadente do seu partido atirou-a ao mar com boas condições de navegação e durante muito tempo, ainda que longe de Marcelo Rebelo de Sousa mantinha-se a ilusão que numa segunda volta, tanto a oposição interna do seu partido como todos os outros partidos lhe iriam dar apoio e assim teria, ainda que pequena, uma hipótese de enfrentar o candidato da direita.
Mas Sampaio da Nóvoa dos destroços conseguiu uma boa embarcação e foi ele a atiçar o adversário de todos os outros.
As sondagens deram agora vantagem a Sampaio da Nóvoa e a partir dai, Maria de Belém ergueu-se na sua embarcação e caiu à água. Caiu para nunca mais apanhar a embarcação!
António Costa não pode dar um apoio declarado a Sampaio da Nóvoa. António Costa não venceu declaradamente as legislativas e para hoje governar teve de negociar a sua posição. A sua posição dentro do partido é frágil e não se pode dar ao luxo de dar mais motivos à oposição interna para lhe tirarem o tapete à primeira oportunidade.
Mas a verdade é que todos os trunfos do PS prestam apoio ao PS desde o poker de Presidentes da República, Mário Soares, Jorge Sampaio, Ramalho Eanes e onde já incluo Sampaio da Nóvoa, ao actual presidente do PS. Já Maria de Belém apresenta figuras de um outro naipe, menos vistoso, menos forte, menos capaz.
Maria de Belém desespera e diz “Era o que faltava que fosse mais importante apoiar independentes do que socialistas”.
Maria de Belém sabe que conta com os votos dos que estão descontentes com a tomada do poder no PS de António Costa e da sua convergência à esquerda. E mesmo que viesse a conquistar o direito a uma segunda volta, pouco mais conseguiria que isso mesmo.
A verdade é que estes dias têm demonstrado quem tem efectivamente perfil para ser Presidente da República Portuguesa.
Ao primeiro sinal de contrariedade Marcelo Rebelo de Sousa argumenta “era o que faltava aparecer aqui um sujeito que quer passar de soldado raso a general…”. Para ele não importa a qualidade, apenas a tradição e o elitismo.
Maria de Belém é isso e ainda pior. Passou de uma cópia de Cavaco Silva e falar muito sobre nada onde incluiu “eu estive em TODAS as causas em que esteve o PS”, o que só por si demonstra uma clara falta de critério de uma “maria-vai-com-as-outras” ao mesmo tempo que usa do mesmo argumento que é general e não admite o soldado raso a ocupar o mesmo espaço.
Se não existisse Sampaio da Nóvoa, votaria Marisa Matias e na falta desta, Tino de Rans que pelo menos, apesar de não ter a bagagem dos outros candidatos é genuíno, coisa que não se encontra na larga maioria dos candidatos.
Maria de Belém vai ao fundo. Afinal fez-se ao mar numa jangada de pau oco e ela afinal nem sequer sabe nadar nem ninguém está disposto a ajuda-la. A jogada terá um preço elevado e talvez nunca mais volte a ter o protagonismo dentro do PS que teve até agora. E ainda bem…